“Se você é muito apegado ao ego, odiar é fácil e amar é muito difícil.
Fique alerta, atento: o ódio é a sombra do ego.
Para amar é preciso grande coragem.
É preciso grande coragem porque requer o sacrifício do ego.
Só aqueles que estão prontos para se descorporificar são capazes de amar.
Só aqueles que estão prontos para transformar-se em nada, para esvaziar-se completamente de si mesmos, são capazes de receber, do além, o dom de amar.” Osho

“Blue Moon” ou Lua Azul em Julho 2015 as 11:43 horas

Lua azul é a expressão usada para designar a segunda lua cheia que ocorre em um mês.
Isto ocorre em intervalos de dois anos devido a diferença no tempo de uma lua cheia até a próxima, de 29,5 dias e a duração dos meses que possuem de 28 a 31 dias . Esta é a definição mais difundida, mas já houve outras.
A definição anterior dada pela publicação The Maine Farmers’ Almanac em 1937 era baseada no fato do ano solar iniciado no dia do solstício conter doze luas cheias, três em cada estação do ano e cada uma delas com um nome próprio. Ocasionalmente o ano possui treze luas cheias por causa do acúmulo do resto da divisão da duração do ano solar pela duração do ciclo lunar. Com isso uma das estações do ano acaba tendo quatro luas cheias e para manter os nomes próprios delas a terceira era denominada lua azul .

A origem da definição mais difundida atualmente é parte do folclore moderno e tem origem numa interpretação incorreta desta definição anterior que foi publicada na revista Sky and Telescope em 1946 pelo editor James Hugh Pruett.

Ele concluiu incorretamente que a definição anterior de lua azul levaria um dos meses a possuir duas luas cheias, o que em geral não é verdade. Desde então esta definição tem sido difundida nos Estados Unidos por livros como o The Kids’ World Almanac of Records and Facts, revistas como a própria Sky and Telescope e programas de rádio sobre astronomia como Star Date e acabou tornando-se dominante.

Datas de ocorrência das Luas
Estas são as ocorrências de duas luas cheias em um mesmo mês previstas para ocorrer entre os anos de 2007 e 2040, no horário UTC:

1 de junho e 30 de junho de 2007
2 de dezembro e 31 de dezembro de 2009
2 de agosto e 31 de agosto de 2012
2 de julho e 31 de julho de 2015
2 de janeiro e 31 de janeiro de 2018
2 de março e 31 de março de 2018
1 de outubro e 31 de outubro de 2020
1 de maio e 31 de maio de 2026
2 de dezembro e 31 de dezembro de 2028
1 de setembro e 30 de setembro de 2031
1 de julho e 31 de julho de 2034
2 de janeiro e 31 de janeiro de 2037
2 de março e 31 de março de 2037
2 de outubro e 31 de outubro de 2039

fonte: in wikipedia

O meu relacionamento com a Lua

Não me recordo de me relacionar com a lua muito menos com duas luas no mesmo mês. Lembro-me e sinto-me grato por ser em esta lua e em um dia 2 do mês, ter-me acontecido um evento divino na minha vida.

Algo altera o meu estado de estar nestes dias, mas não preciso de saber o que é, sinto-o. O momento é sublime, sinto-o, é meu, é o que acontece naquele momento.

Oiço falar muito nos ciclos da lua para reprodução, para mudanças, alterações electro-magnéticas, juntam-se milhares de pessoas para sentires algo divido ou não, uns são mais sensíveis outros não. E é ok.

Isto resume-se a AMOR.
Se amas, sentes.
E por vezes não consegues sentir este amor, por te estares a negar, por teres tido experiências que te fazem demostrar outros sentimentos que precisas para viver. Por vezes precisas ser LEAL aos sentimentos, por vezes precisas de ser LEAL às pessoas.

Não sei a tua experiência, só consigo ver a minha. E esta é minha:

  • AMO porque já odiei;
  • Sou SERENO porque sei o que é  e senti  raiva;
  • Tenho COMPAIXÃO porque sei o que é ser e fui bruto.
  • Sinto LIBERDADE porque sei o que é sentir dependência e preso por outros;
  • Sou HUMILDE porque sei que também sou arrogante, ambicioso, desobediente, insubmisso, desrespeitoso, insubordinado;

AMAR é isto tudo, é reconhecer que também somos a outra parte. Isto de nos expôr aos outros, liberta-nos, deixa de haver segredos, deixa de haver tema de conversa.

“O amor traz a liberdade.
A lealdade traz a escravidão.
Na aparência são iguais;
no seu âmago, são exactamente o oposto.”
Osho

mm

Analista Programador || GOALMARKETING || SHIP4YOU | Lojas Online | Sites | Pagamentos Online Aluno desta escola viva que é a vida, juntamente com estes milhões de colegas, mestres, despertadores que se permitem (me) despertar e me envolver nesta consciência de tudo e de nada. (escolaviva.eu) | Terapeuta Corporal || Educação Emocional | Leitura e Cura de aura in @brunoazevedomadeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.