Ser Paciente com uma situação que nos pedem, ou estar presente para o momento em que esta situação acontece ou não.

O que nos causará mais conforto e paz?

Se te pedem para ser paciente, que imagens te vem a mente?
Que histórias viajas?
Que pensamentos surgem?
Que sentimentos se manifestam no teu corpo?

Que não vou conseguir,
Que estou em segundo plano,
Sofremos sem reclamar, Conformados, Resignados, Submissos, Revoltados.
Procuramos forma de acalmar este sentimento, mas o pensamento é a IMPACIENCIA.

Encontrei muitas frases bonitas por sermos pacientes, mas não encontrei frases a nos fazer estar mais presentes quando estamos IMPACIENTES e ansiosos.

Isto porque nos ensinam que o que queremos temos de ter JÁ e AGORA.
E acreditamos.

Há uma passagem no livro de um querido amigo, Emídio Carvalho, que transmite esta forma de aprendermos o que os adultos nos ensinam e acreditamos sem questionar:

“Foi-nos ensinado, de uma forma mais ou menos subtil, que o céu é azul. E acreditámos. E o azul do céu é na realidade uma ilusão. Foi-nos ensinado que é bom ter amigos. E acreditámos. E os amigos podem ser a causa de mais sofrimento. Foi-nos ensinado que saber ler e escrever é bom. E acreditámos. E no entanto há pessoas que, sem saber ler nem escrever, têm felicidade presente nas suas vidas.
Até aqui parece que as coisas funcionam a nosso favor.
O que nos é ensinado parece não causar grande desconforto.
Isto aprendemo-lo sobretudo através do exemplo dos adultos à nossa volta.

Que também nos ensinaram outras coisas, através do seu exemplo.

Ensinaram-nos que os outros têm o poder, e a obrigação, de nos fazer felizes. Acreditámos, embora essa não seja a realidade.
Ensinaram-nos que os outros devem cuidar de nós. Isto pode ser verdade até uma certa idade, mas depois é absoluta mentira. E, no entanto, ainda hoje acreditamos que os outros deveriam cuidar de nós (sobretudo se caírem na asneira de dizer que nos amam).
Ensinaram-nos que as pessoas boas não mentem. E só as pessoas boas é que têm direito a ter amigos e a ser felizes. E, como queremos ser pessoas felizes e com amigos, esforçamo-nos por ser pessoas boas. E mentimo-nos continuamente a tentar ser bons.”
in “SIMPLES – Uma Abordagem suave da sombra humana” de Emídio Carvalho

Acreditamos no que dizem e fazem, porque é assim que nos mostram que se deve fazer. Até mudarmos de opinião

Se me pedirem para ser paciente, como posso reagir, ou não?

Agarrado à situação e ao momento futuro, pura ilusão, que é criado na nossa mente, este pensamento “SER PACIENTE” parece não nos causar conforto na mente e no corpo. Se não está a funcionar a paz de ser paciente o que posso fazer?

Se estou vivo, a respirar, o corpo a funcionar, eventualmente mais vale então começar a desfrutar dele e deste momento é começar a olhar à volta o que nos rodeia:
Olho a montanha, as árvores, sinto os meus pês, o meu corpo apoiado dob os pés, vejo o verde lindo da relva, o cacto plantado a meio da relva, vejo as nuvens a se dissipar no ar, sinto a respiração inspirar, expirar, toco a minha pele acariciando o corpo, o braço, a perna a cara, o músculo da perna que dói, o gelo sob a perna a sensação do frio que suaviza a dor, o duche de água fria que nos desperta e nos limpa, a brisa na cara, a mão que acaricia o rosto, …

Isso é o que posso ver agora realmente. Estar presente é estar em paz, em amor. É estar em estado sem precisar de procurar a paz o sossego. É estar em sossego.

Uma delicia estar agora aqui presente

Entrega-te ao que é!

Ainda em uma meditação com o querido João Pedro, aquando de alguma partilha, saiu-me uma carta que referia “LIBERDADE”, e por detrás desta carta um frase curta me fez sentido: “A Verdade Liberta

“Jesus diz, “A verdade liberta”. E isso é de tremenda importância.  Sim, a verdade liberta, mas não conhecer sobre a verdade. Seja a verdade, e ela liberta. Seja a verdade, e há libertação. Você não precisa trazê-la, você não precisa esperar por ela: ela acontece instantaneamente.

Como ser a verdade?  Você já é a verdade. Você apenas está carregando falsos ideais; eles estão criando o problema. Abandone os ideais: por alguns dias seja um ser natural. Exatamente como as árvores, os animais e os pássaros, aceite seu ser como você é. E surge um grande silêncio. Como pode ser de outra maneira? Não há nenhuma interpretação: assim a tristeza é bela, ela tem profundidade.Assim a raiva também é bela, ela possui vida e vitalidade. Então o sexo também é bonito, porque tem criatividade.

Quando não há nenhuma interpretação, tudo é belo.
Quando tudo for belo, você fica relaxado. “

Osho 

mm

Analista Programador || GOALMARKETING || SHIP4YOU | Lojas Online | Sites | Pagamentos Online Aluno desta escola viva que é a vida, juntamente com estes milhões de colegas, mestres, despertadores que se permitem (me) despertar e me envolver nesta consciência de tudo e de nada. (escolaviva.eu) | Terapeuta Corporal || Educação Emocional | Leitura e Cura de aura in @brunoazevedomadeira

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.